Quatro anos depois, Vitória e Internacional se enfrentam

Quatro anos depois, Vitória e Internacional voltam a se enfrentar pelo Campeonato Brasileiro da Série A, hoje, às 16h, no Barradão, pela sétima rodada. A distância entre ambos na classificação geral é de apenas um ponto a favor do rubro-negro – oito contra sete. Ganhando, o rubro-negro permanecerá na zona da Sul-Americana; perdendo pode perder a vaga para o adversário, que ainda não venceu na condição de visitante. O jogo teria todos os ingredientes para ser realizado com casa cheia, se não fosse programado pela CBF para o período junino, quando a grande massa dos torcedores viaja para o interior.

No retrospecto geral dos 26 jogos, a vantagem do Internacional é de apenas dois triunfos (11 contra nove). Aconteceram seis empates. A partir da “era Barradão”, todavia, a distância que era favorável aos gaúchos diminuiu bastante. Foram oito partidas, com seis triunfos do Leão (uma pela Copa do Brasil), um empate e uma única derrota no Brasileiro de 2003, por 3×0. O campeão baiano marcou 14 gols e sofreu 6.

Paralelo ao duelo entre os dois clubes, existe o do técnico Vágner Mancini com o Colorado. Quando jogador, ele atuou várias vezes contra a equipe gaúcha; como treinador hoje será a terceira oportunidade, havendo equilíbrio. Em 2005, dirigindo o Paulista (Jundiaí-SP), na disputa da Copa do Brasil, Mancini passou para as quartas-de-final e, mais tarde, sagrou-se campeão da competição, eliminando o Internacional, nos pênaltis, por 4×2, no Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí. Cada clube ganhou em casa por 1×0 nos jogos de ida e volta.

No ano passado, Mancini teve uma rápida passagem no futebol gaúcho no comando do Grêmio, mas não houve confronto com o Internacional. Ele reconhece que o que mais chama atenção nas equipes gaúchas é o futebol competitivo que costumam impor. “Eles imprimem um futebol de força, duro mesmo e de muita velocidade. Essa é a maneira que o Internacional joga. A nossa equipe vai também com velocidade buscar o triunfo contra um adversário que aproveita bem a técnica de alguns dos seus jogadores. Aliás, nós estamos jogando de uma maneira agressiva tanto dentro como fora de casa, mas no Barradão os resultados são mais positivos. É o que espero na partida de amanhã (hoje)”, pondera. Informações do Correio da Bahia

Colombiano quase certo como titular contra o Vitória

O lateral-direito Bustos deve ser confirmado pelo técnico Tite entre os titulares do Internacional na partida contra o Vitória, às 16h (de Brasília) deste domingo, no Barradão, em Salvador, pela sétima rodada do Brasileirão. O jogador, que serviu à seleção colombiana, deve ser reintegrado ao grupo no sábado.

Bustos ainda não conheceu pessoalmente o técnico Tite, já que o jogador participou de amistosos e dos compromissos pelas eliminatórias pela Colômbia. O jogador apenas manteve contato telefônico com o novo treinador colorado. Mesmo assim, a tendência é que ele entre em campo na Bahia, já que o Inter não poderá contar com nenhum outro lateral-direito – Ricardo Lopes está suspenso e Ângelo só pode atuar a partir de julho. Nos treinos ao longo da semana, Tite improvisou Maycon na posição.

Outra novidade do Inter será a dupla ofensiva. O atacante Nilmar, que será o companheiro de Adriano, comemorou a volta aos gramados após ficar de fora da vitória sobre o Botafogo devido a dores musculares. Ele espera ter uma seqüência maior de partidas, e não vê a hora de ter dois compromissos por semana.
– A partir do mês que vem, os jogos começam a ser disputados nas quartas e nos domingos. Aí é bem melhor. Você acaba nem treinando, praticamente só jogando, e isso é muito bom para o jogador. Espero poder jogar este jogo e os próximos que têm pela frente – declarou

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*