No sufoco, Vitória vence o Internacional

O Vitória soube aproveitar a desorganização da defesa do Inter e fez 2 a 1 na tarde deste domingo, em Salvador, pelo Campeonato Brasileiro. O time baiano não garantiu o resultado no primeiro tempo, e manteve uma desagradável dos gaúchos, que ainda não fizeram nenhum um ponto como visitante.

Garantindo mais três pontos, o rubro-negro chega aos 11 na tabela, e permanece há apenas cinco da primeira posição. Em situação oposta, o Colorado sofre sua quarta derrota em sete rodadas, estaciona nos sete pontos, ficando entre a zona de baixo da competição.

Nos primeiros instantes o Vitória era quem tomava a iniciativa, mas o Inter, tocando a bola sem pressa, controlava a partida. Alex trabalhava bem com a dupla ofensiva. Em contrapartida, a defesa gaúcha se atrapalhava com freqüência, e não demorou para entregar. Aos 17, após uma bola afastada, Orozco perdeu na cabeçada pelo meio e Índio só ficou olhando Marquinhos vencer Bustos na corrida e tocar, de leve, na saída de Clemer: 1 a 0.

Com o gol os baianos recuaram, deixando ao adversário avançar. Aproveitando a fragilidade do setor defensivo adversário, Marquinhos recebeu lançamento aos 31, cabeceou entre dois zagueiros e deixou Willians na cara do gol, que só desviou do goleiro. Nilmar quase descontou aos 41, quando driblou o goleiro, mas Anderson Martins apareceu na cobertura para garantir os 2 a 0 no primeiro tempo.

Tite não escondia a preocupação com a fragilidade da equipe. “Perdemos na bola aérea, temos que marcar por dentro. Fomos desatentos nos contra-ataques”, lamentou.

Desconsiderando a boa vantagem, o Vitória voltou do intervalo pressionando, mas o confronto não era tão intenso. Taison entrou em campo no lugar de Edinho e na sua primeira participação, deixou Marcão livre para cruzar na cabeça de Nilmar: 2 a 1.

Remotivado, os colorados foram para cima. Adriano aparecia na área, mas perdia chances preciosas de empatar. Cauteloso, o Vitória saía pouco para o ataque e administrava o resultado. Cansado, o Inter não teve mais forças para igualar o placar e segue sem pontuar fora de casa no Brasileirão.

VITÓRIA
Ney; Marco Aurélio, Leonardo Silva, Anderson Martins e Marcelo Cordeiro; Vanderson, Renan, Willans Santana (Leandro Domingues) e Ramon (Ricardinho); Marquinhos e Dinei (Marco Antônio)
Técnico: Vagner Mancini

INTERNACIONAL
Clemer; Bustos (Maycon), Índio, Orozco e Marcão; Edinho (Taison), Magrão, Guiñazu e Alex; Gil (Adriano) e Nilmar
Técnico: Tite

Data: 22/06/2008 (domingo)
Local: Estádio Barradão, em Salvador
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Cartões amarelos: Orozco (Inter); Vanderson, Leonardo Silva (Vitória)
Gols: Marquinhos (aos 17min), Willians Santana (aos 31min do primeiro tempo); Nilmar (aos 22min do segundo tempo)UOL

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*