O Bahia não tem time para disputar a Série B

O técnico Paulo Comelli atribuiu à falta de qualidade do time do Bahia a segunda derrota consecutiva na Série B do Campeonato Brasileiro, neste sábado, contra o Barueri. “Não é essa a equipe que eu quero, é a equipe que eu tenho nesse momento. Sabíamos desde o início que essa não era uma equipe qualificada para a Série B”, disparou o treinador.

Comelli disse que com ou sem ele, o Bahia precisa se reforçar. Depois de passar uma semana inteira desmentindo boatos de que estaria deixando o Bahia para treinar o Náutico, Comelli voltou a falar na perspectiva deixar o clube, desta vez, não por vontade própria. “Galvão pode demorar três ou quatro jogos pra ganhar ritmo. Pode ser que o Paulo Comelli não esteja mais aqui”.

Galvão foi usado como exemplo de um expediente recorrente no time: a escalação de jogadores sem ritmo de jogo, como o atacante Galvão, que teve apenas uma semana para treinar antes da estréia. “É duro ter de colocar os jogadores desse jeito. Estamos testando todas as possibilidades que temos, mas infelizmente não estamos conseguindo fazer os gols”.

Desta vez, o treinador fez questão de isentar os atacantes pelo segundo jogo consecutivo sem balançar as redes adversárias. “Não é só o ataque uma equipe pra criar as oportunidades pros atacantes tem que ser pelas laterais pelo meio-de-campo, às vezes se culpa muito o ataque, mas o nosso meio-de-campo ta muito pouco criativo”, disse o treinador, que substituiu Elias no intervalo por Ananias. Informações do UOL

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*