Vitória sofre a 2º derrota para o Bahia pelo baianão

Duas semanas depois de vencer o primeiro Ba-Vi da temporada por 2 a 0, no Barradão, o Bahia repetiu a dose neste domingo, 24, ao derrotar o maior rival por 1 a 0, no estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana.

Com o resultado, a equipe tricolor quebrou um tabu de quatro anos sem derrotar o time rubro-negro na condição de mandante e ainda manteve a liderança isolada do Campeonato Baiano, com 30 pontos, oito de vantagem sobre o adversário.

Além de cair para o quarto lugar, o time comandado pelo técnico Vadão volta a abraçar a crise que parecia ter afugentado do Barradão desde a goleada por 6 a 0 sobre o Itabuna, na última quarta-feira, que interrompeu uma série de três derrotas seguidas pelo Estadual.

Mesmo depois de uma reformulação que contou com 18 contratações, o Vitória não inspira a confiança de seu torcedor para o retorno à primeira divisão do futebol brasileira, depois de quatro anos de ausência.

O Vitória deixou latente a obrigação de vencer e devolver a derrota no jogo de ida antes mesmo de a partida começar. O técnico Vadão surpreendeu ao escalar a equipe com três atacantes: Marcos, Índio e Michel.

E o Vitória começou a partida impondo-se ao adversário. A primeira chance de gol foi criada aos 18min, com uma cabeçada de Marcos que exigiu uma grande defesa do goleiro Darci. Aos 21min foi a vez de Jackson levar perigo em tentativa de encobrir o goleiro tricolor.

A partir dos 30min, o domínio da partida se inverteu. O Bahia acertou a marcação no meio-campo e não tardou a criar chances de gol. Aos 32min, em cobrança de falta ensaiada, Pantico tocou para Elias, que ajeitou par Alison mandar uma bomba por cima do gol de França.

Aos 34min, Rivaldo roubou a bola no meio-de-campo e acionou Pantico, que novamente tocou para Elias chutar a bola na rede, mas pelo lado de fora.

Aos 38min, novamente com Pantico, o Bahia abriu o marcador. O Atacante bateu falta próxima à linha de fundo na cabeça de Rogério, que escorou de cabeça do primeiro pau e fez 1 a 0.

No intervalo, o técnico Vadão fez duas substituições: trocou o meia Jackson e o volante Vânderson, por Danilo Rios e Ramirez, respectivamente.

O Vitória criou mais chances de gol, mas não o suficiente para evitar a quinta derrota no Campeonato Baiano.

BAHIA

Darci, Luciano Baiano, Alison, Rogério e Daniel; Marcone, Fausto, Rivaldo (Emerson Cris) e Elias (Ananias); Didi (Charles) e Pantico

Técnico: Paulo Comelli

VITÓRIA

França, Anderson Souza, Marcelo Batatais, Anderson Martins e Gustavo; Vanderson (Ramirez), Bida e Jackson (Danilo Rios); Michel, Índio (Diego Silva) e Marcos.

Técnico: Vadão

Data: 24/02/2008

Local: Estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana

Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação

Auxiliares: Adson Leal e Kleber Moradillo

Cartões amarelos: Alison, Fausto, Pantico, Emerson Cris e Vânderson (3º)

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*