Vitória bate Colo-Colo e respira

Com gols de Gustavo, Índio e Danilo Rios, o Vitória reabilitou-se da derrota por 1 a 0 para o Bahia ao derrotar o Colo-Colo por 3 a 0 nesta quarta-feira, no Barradão.

Com o resultado, a equipe do técnico Vadão afastou a ameaça de deixar a zona de classificação para a próxima fase do Campeonato Baiano. O time rubro-negro soma agora 25 pontos e manteve-se entre os quatro clubes que se classificam para a fase decisiva da competição.

Na próxima rodada, o Vitória volta a jogar no Barradão, domingo, contra o Camaçari, enquanto o Colo-Colo busca a reabilitação contra o Feirense, no Mário Pessoa, em Ilhéus. A equipe do técnico Zanata, que também postulava um lugar no G-4, terminou a rodada em sexto lugar, com 21 pontos.

O Vitória criou a primeira chance de gol aos 12min: Michel dominou mal dentro da área, mas Marcos aproveitou a sobra para chutar por cima do gol de Lee. O Colo-Colo respondeu dois minutos depois, com um chute de longa distância de Gil que França defendeu.

Impaciente, a torcida do Vitória passou a vaiar o time a partir dos 20min. O nervosismo dos rubro-negros passou a ficar evidente no número de passes errados e na dificuldade de finalizar as jogadas de ataque.

Aos 30min, o lateral Alex Santos bateu cruzado e o goleiro Lee espalmou a escanteio. Na cobrança, Gustavo bateu rasteiro, mas a defesa do Colo-Colo falhou e a bola entrou: gol olímpico do lateral-esquerdo rubro-negro, para alívio do técnico Vadão.

Aos 34min, o meia Gil tentou dar o troco em cobrança de escanteio fechada, no ângulo esquerdo, mas o goleiro França evitou o gol de empate. Aos 43min, o Colo-Colo se lançou ao ataque e quase levou o segundo gol no contragolpe. Danilo Rios lançou Michel, que bateu mal e facilitou a defesa de Lee.

No segundo tempo a torcida do Vitória já ensaiava outra vaia para o time, mais precisamente para Índio, que havia perdido duas chances de ampliar. Mas aos 17min, o atacante redimiu-se ao marcar o segundo gol aproveitando um cruzamento de Gustavo.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*