Tricolor sofre para empatar com o Itabuna

O Bahia passou por maus bocados mas arrancou um empate por 1 a 1 com o Itabuna, no estádio Itabunão, pela quinta rodada do Campeonato Baiano. Os dois gols da partida presenciada por 10.003 pagantes saíram no segundo tempo: Téo marcou para o time da casa, e Carlos Alberto empatou para o Tricolr, de pênalti. O resultado mantém o Bahia na liderança, com 11 pontos. O Itabuna vai a nove.

Jogo truncado

O primeiro tempo foi parelho, com leve predominância do Bahia nas jogadas ofensivas. Mas foram os donos da casa que pressionaram nos minutos iniciais e quase marcaram com Nino, aos 7, em cabeçada que passou perto da meta defendida por Darci. A partir dos 10 minutos, o Tricolor se encontrou em campo e passou a incomodar a zaga do Itabuna, principalmente nas investidas de Pantico e Elias. O segundo, aliás, quase marcou aos 23, em cobrança de falta que o goleiro Vandré mandou para escanteio. O jogo era bastante disputado no setor de meio-campo, com muita correria de ambos os lados. Aos 36, foi a vez do Itabuna assustar em lance de bola parada. Édson bateu falta com violência, e Darci fez boa defesa, na última jogada de perigo antes do intervalo.

Um gol para cada lado

O Itabuna voltou para o segundo tempo a todo vapor. Logo no primeiro lance, Diego fez um carnaval antecipado na zaga do Bahia, mas chutou mal. Mas no lance seguinte, não teve perdão: Wescley bateu falta no travessão, e Téo, que acabara de entrar no lugar de Wágner, fuzilou para as redes: 1 a 0 Itabuna, aos 16 minutos. Atordoado com o gol, o Bahia só foi responder aos 27, numa falta batida por Carlos Alberto, que explodiu na travessão. Cinco minutos depois, para sorte do Bahia, Léo Maceió pôs a mão na bola após cobrança de escanteio, e o árbitro Rodrigo Cintra assinalou o pênalti. Carlos Alberto bateu forte, no canto direito, e empatou. Nos dez minutos finais, o Tricolor ainda teve outra boa chance, novamente com Carlos Alberto, em cobrança de falta que acabou indo para fora, mesmo destino da tentativa de Marcone de fora da área, aos 43.

BAHIA
Darci, Cléber Carioca, Rogério, Carlos Alberto e Daniel; Marcone, Fausto (Inho Baiano), Rogério; Emerson Cris, Elias (Ananias); Jorginho (Reinaldo Aleluia) e Pantico
Técnico: Paulo Comelli

ITABUNA
Vandré, Leo Maceió, Emílio, Edson e Wesckley; Diego, Rondinelli (Márcio), Melke e Wagner (Téo); Juca (Alfredo) e Nino
Técnico: Gelson Fogazzi

Data: 23/01/208
Local: Estádio Luiz Viana Filho, em Itabuna
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos e Jefferson Ferreira Lima
Cartões Amarelos: Diego, Fausto (3º), Edson, Rogério, Ananias
Cartões Vermelhos: Léo Maceió

G1

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*