Bahia perde invencibilidade no Baiano

O Bahia não conseguiu transformar todas as oportunidades que teve em gol e perdeu a invencibilidade na temporada 2008. O Tricolor baiano foi superado por 1 a 0 pelo Ipitanga, na noite desta quarta-feira, no Estádio Municipal, em Madre de Deus, pela sétima rodada da primeira fase do Campeonato Baiano. O resultado faz o time tricolor se manter com 14 pontos, perder a liderança para o arqui-rival Vitória, mas ainda permanecer no G-4. O Ipitanga agora tem oito e chega mais perto do primeiro pelotão.

A chance de o Bahia se recuperar será no sábado de carnaval, fora de casa, contra o Vitória da Conquista, que mesmo perdendo por 3 a 1 para o Atlético na tarde desta quarta, segue no G-4, em quarto lugar, com sete pontos. O Ipitanga só volta a jogar na quinta-feira, dia 7 de fevereiro, em casa, contra o Camaçari.

Quem não faz, leva

A primeira boa chance de jogo surgiu dos pés de Pantico, que aos 11 ficou de frente para o gol, mas o atacante tricolor chutou fraco. Aos 16, Charles bateu forte e rasteiro, mas o goleiro do Ipitanga Carlão fez boa defesa. Aos 28, o atacante do Bahia voltou a chegar perto, mas concluiu mal. O clube mandante teve a sua primeira oportunidade aos 37, com uma falta cobrada pelo lateral Lázaro, rente à trave de Darci. Charles ainda desperdiçou mais uma para o Tricolor, aos 42.

Insatisfeito, o técnico Paulo Comelli voltou do intervalo com Didi na vaga de Charles, e Ananias no lugar de Elias. Mas o Bahia continuou abusando. Logo aos três minutos, Didi tentou uma meia-bicicleta, mas a zaga afastou o perigo. Em seguida, Ananias isolou após rebote de Carlão. Didi voltou a tentar uma bicicletinha aos 20, mas de novo não conseguiu nada. O castigo veio aos 18. Após falha de zaga tricolor, Leo Baiano aproveitou e tocou na saída de Darci, dando ao Ipitanga a sua segunda vitória no Baiano 2008.

Ipitanga 1×0 Bahia

Campeonato Baiano – 1ª fase – 7ª rodada
Data:
30/01/2008 (quarta-feira), às 20h
Local: Estádio Municipal de Madre de Deus
Arbitragem: Lúcio José da Silva Araújo, auxiliado por Belmiro da Silva e Luis Carlos Silva Teixeira
Público total: 5.394 espectadores, para uma renda de R$ 29.335,00

 Ipitanga: Carlão, Léo Gaúcho, Sílvio, Neuri e Lázaro; Jardel, Fábio, Átila e Niel (Luís Américo); Mota (Valdir) e Marquinhos (Léo Baiano). Técnico: Alcyr Silva

 Bahia: Darci, Alison, Cléber Carioca (Reinaldo Aleluia) e Rogério; Carlos Alberto, Fausto, Willames, Fausto, Elias (Ananias) e Adilson; Pantico e Charles (Didi). Técnico: Paulo Comelli

Globo-Esporte/Adaptado

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*