Governo rejeita pedido de liberação da Fonte Nova

O presidente do Esporte Clube Bahia, Petrônio Barradas, pediu, hoje (10), ao Governo do Estado a liberação da Fonte Nova para realizar os jogos do time, apenas com o anel inferior funcionando. O pedido foi negado imediatamente pelo diretor-geral da Superintendência de Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), Raimundo Nonato Tavares da Silva (Bobô).

O dirigente do Bahia fez, então, um outro pedido: que Pituaçu fosse colocado à disposição do clube. Bobô adiantou que o estádio vai passar por uma reforma de emergência e se adequar ao Estatuto do Torcedor. “Os técnicos da Sudesb estão fazendo um levantamento geral do equipamento, que hoje está sem iluminação artificial e com as instalações elétricas e hidráulicas prejudicadas. Faremos grandes intervenções no local e precisamos de um prazo para entregá-lo em condições de jogo”, justificou.

O Governo do Estado tem um projeto para transformar Pituaçu em um complexo olímpico, com piscinas olímpicas e de saltos ornamentais; ginásio poliesportivo com quadras cobertas para jogos de voleibol, basquetebol, futsal e handebol. Desenvolvido pela Sudesb em parceria com a Sucab, o projeto já está incluído na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) do Governo Federal, através da bancada federal da Bahia.

Além de Petrônio Barradas, estiveram na Sudesb o presidente da Federação Bahiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues; e o representante do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), Wellington Cerqueira.

Fonte: Agecom

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*