Vitória saiu do Z-4, e daí? A guerra ainda não foi vencida!

Saímos do Z4 finalmente após a rodada 22 com muita luta e após tanto esforço, uma boa dose de sorte foi muito bem vinda na rodada 22 com a combinação de resultados e também não menos importante, foi uma baita sorte que nosso jogo tenha sido o último por que se fosse o primeiro, talvez tivéssemos uma motivação extra para os concorrentes diretos o que não foi possível com o último jogo.

Mas, voltando ao tema deste texto, saímos do Z4 e daí?

Daí que a primeira batalha foi vencida que foi sair do grupo da degola, porém muitas outras batalhas precisam ser travadas agora e mais do que nunca, o Vitória deve manter o mesmo esforço, motivação, espírito de luta para não só ficar fora do Z4 como ficar distante dele para prevenir eventuais recaídas. O bom aproveitamento deve ser mantido e o time tem obrigação com sua torcida de recuperar o pífio aproveitamento obtido dentro de casa, fato nunca antes visto na história do Barradão, lembrando um personagem que existe hoje em nosso país.

E em relação à gordura que precisamos fazer para prevenir eventuais recaídas, basta notarmos que a gordura que o Corinthians conquistou na primeira posição foi tão elevada que o máximo que pode acontecer no dia 02/09 no jogo atrasado do Grêmio contra o Sport é uma vitória do Grêmio e mesmo com duas derrotas o Corinthians terá uma confortável vantagem de 7 pontos. Até um dia desses estávamos nós rubro-negros com uma desvantagem de 5 pontos em relação ao 16º colocado.   Não foi nada fácil reverter essa vantagem apesar de não parecer muita coisa e só mesmo uma campanha semelhantes a times que visam a libertadores para vencer essa vantagem em um espaço de 40 dias aproximadamente.

Notem que em 16 rodadas o Vitória tinha conquistado ridículos 12 pontos com 3 Vitórias, 3 Empates e 10 Derrotas.  Campanha de Rebaixamento.  O mais interessante é que a campanha fora de casa ‘foi melhor’ que a campanha dentro de casa quando o normal seria o contrário.  Tivemos 4 Derrotas Fora de casa até dia 22/07 quando aconteceu o jogo Vitória 1, Chapecoense 2.  Já em casa foram 6 Derrotas sendo 2 na Arena Fonte Nova contra Corinthians e Coritiba os quais foram devidamente vingados.  Como já deixei claro a todos da minha simpatia por números, vai mais 1.   Foram ridículos 25% de aproveitamento em 3 meses de campeonato.  Façam a conta.  12 pontos em 48 disputados.

Felizmente, mesmo que tardiamente, alguém acordou e resolveu tomar atitudes acabando com a incompetência que reinava no Esporte Clube Vitória.  Não só demitindo laranjas, maçãs, tomates, enfim, todos os podres de frutas e verduras e legumes imprestáveis que estavam no clube e resolveram mudar a horta, colocando alimentos de primeiro mundo certificados e sabatinados pelo ramo e não só isso, reconhecidos também já que não costumam frequentar feiras de segunda categoria e de qualidade duvidosa.

O desempenho mudou da água salobra pra água mineral vindo dos deuses do futebol a qual provocam a ira dos adversários locais, aliás nem diria a ira, diria o despeito por ter conquistado algo até então inimaginável quase no fim do mês de julho e a apenas 39 dias seguintes figurar entre aqueles que fazem jus a uma série de elite. E somente quem pratica futebol de médio-alto a alto nível pode permanecer na série de elite.  Futebol de médio-baixo para medíocre merecem ficar nas últimas posições e os piores dos piores ir pra divisão secundária a qual foi palco de alguns times até por 7 anos. E outros preferem ficar por lá mesmo por que afinal não se vêem capacitados para tamanha responsabilidade de serem VIPs do brasileirão.

Voltando à diferença dos 5 pontos, seguem alguns números para notarem o que significou essa guinada do Vitória e também do Avaí o qual com um time modesto, um técnico modesto está ainda na zona de rebaixamento, mas mostra um poder de evolução extraordinário também além do fato que este também apresentou uma queda de rendimento neste período de 38 dias até a consecução da 22ª rodada lembrando que o Sport ainda não jogou mas acho altamente improvável que venha a ter um resultado de vitória na casa do grêmio já que este está ciente da queda de rendimento do Corinthians e só jogam pela Libertadores dia 13/09/2017, porém voltando a jogar pelo Brasileirão dia 10/09/2017, portanto uma diferença confortável para usarem o time titular e acabarem com os pernambucanos em Porto Alegre, então seguem os números que serão apresentados o que era lá na rodada 16 e qual a situação atual de diversos times:

 Em termos de pontuação, o Bahia não teve evolução já que já estava
na 14ª posição. O Vitória avançou 3 posições e sabemos o que precisou ser feito para isso.  As maiores quedas do período foram de Chapecoense, Ponte Preta, Vasco e Sport.   A evolução do Atlético-PR também foi muito boa  pois assim como o Vitória conquistou 13 pontos no período, e com esses  13 pontos  terminou essa fase do campeonato na mesma posição do Vasco no mês de julho. O Avaí avançou uma posição porém nota-se que foram 8 pontos no período, superior a times  como Sport, Vasco, Ponte Preta, Bahia e Coritiba.

A pergunta-chave:  Qual a tendência para as próximas rodadas?  Se a CNTP se mantiver a mesma de cada um dos clubes, sabemos que Coritiba, Bahia, Ponte Preta e Vasco poderão ter dificuldades. Nem precisamos comentar sobre a Chapecoense. É bom que releiam a frase anterior prestando atenção na primeira palavra.

Cada rodada pode ser diferente e não há como fazermos prognósticos seguros já que ninguém tem como prever resultados certos mas sim resultados possíveis. E os números prevêem uma evolução de times que estavam no Z4 e que ainda estão no Z4 fora o fato que o São Paulo também está no Z4.

A arbitragem será um adversário adicional dos times que estão nessa tabela por motivos que nem precisamos comentar.  Excluí o Fluminense que está em 9º com 30 pontos e estava em 12º colocado na 16ª rodada por que não acredito que este time vá para a parte de baixo da tabela, mas é possível isso acontecer. E já pode acontecer na próxima rodada quando o Barradão deve ser ressuscitado com sua velha mística “Caiu no Barradão, pode encomendar o Caixão”.

A primeira vítima será o Fluminense de Abel Braga caso nosso técnico não resolva reinventar a roda do futebol com algum esquema maluco com Neilton jogando de zagueiro e Caíque Sá de centroavante.

PS1: CNTP significa Condições Normais de Temperatura e Pressão lá das aulas de química para quem se lembra.

PS2: O Coritiba possui um blogueiro que escreve para o Globo
Esporte, o qual emitiu o seguinte título para o texto  da derrota deles contra nosso time: “Entramos pelo KANU”.  E entraram mesmo.  Literalmente.

 

Marcos Guimarães, rubro-negro, amigo do colaborador do Blog.