Permanência de lateral do Bahia agora é incerta.

Se o atacante Dátolo do Vitória continua sendo perseguido por contusões e ainda não teve uma sequência de jogo no Vitória, algo bem parecido com o lateral do Bahia Wellington Silva que no ano passado defendeu o Fluminense. O jogador sente dores no joelho, demorou de estrear e quando fez, voltou as dores e agora está sendo avaliado por especialistas no Rio de Janeiro. O jogador atuou em apenas três oportunidades.

Hoje à noite no programa de rádio do Bahia, o vice-presidente do clube, Pedro Henriques, afirmou que está esperando um parecer clínico para definir a situação do jogador. Ainda não existe definição por cirurgia. A questão da dor é subjetiva. Infelizmente ele vem tendo dificuldade de atuar com regularidade e não tá conseguindo performar. Isso vem sendo tratado de forma transparente com atleta, empresário e Fluminense. Quando tivermos uma definição clínica iremos comunicar como sempre fazemos”

O dirigente ainda garantiu que o Bahia estava esteve ciente do desgaste do atleta desde a assinatura do contrato. “Wellington Silva quando chegou fez exames e detectamos desgaste . Fizemos toda a avaliação e analisando a quantidade de jogos do ano passado entendemos ser tolerável. Acontece que cada jogar reage diferente.